للاطلاع على هذه الصفحة بالعربية، الرجاء النقر هنا

Bu sayfayı Türkçe görüntülemek için buraya tıklayın

O que é?

Erasmus+ Online Linguistic Support (OLS) oferece atualmente cursos de línguas on-line de búlgaro, checo, dinamarquês, alemão, grego, inglês, espanhol, francês, croata, italiano, húngaro, neerlandês, polaco, português, romeno, eslovaco, finlandês e sueco a estudantes do ensino superior, formandos do ensino profissional, e jovens voluntários participantes no programa Erasmus+.

A Comissão Europeia decidiu alargar este serviço a cerca de 100 000 refugiados durante um período de três anos, numa base voluntária e gratuita.

O OLS pode ser acedido  a qualquer momento a partir de um computador, tablet ou smartphone com ligação à internet. Os cursos de línguas do OLS oferecem um conjunto de módulos que permitem definir um ritmo personalizado abrangendo as diferentes áreas linguísticas, assim como o acesso a atividades interativas de «Coaching ao vivo» (MOOC em linha, sessões de tutoria e fóruns).

Qual é o seu objetivo? 

Perante a crise migratória atual, pretende-se, com esta iniciativa, apoiar os esforços dos Estados-Membros da UE na integração dos refugiados nos sistemas de educação e formação europeus, assegurando o desenvolvimento das suas competências linguísticas.

A quem se destina? 

O OLS pode ser disponibilizado a refugiados a quem se aplique a seguinte definição:

«No contexto da UE, entende-se por «refugiado» o nacional de um país terceiro que, receando com fundamento ser perseguido em virtude da sua raça, religião, nacionalidade, convicções políticas ou pertença a determinado grupo social, se encontre fora do país de que é nacional e não possa ou, em virtude daquele receio, não queira pedir a proteção desse país, ou o apátrida que, estando fora do país em que tinha a sua residência habitual, pelas mesmas razões que as acima mencionadas, não possa ou, em virtude do referido receio, a ele não queira voltar, e aos quais não se aplique o artigo 12.º (Exclusão) da Diretiva 2011/95/UE.»

Esta definição inclui os indivíduos que já obtiveram o estatuto de refugiado na sequência de um pedido de asilo, os indivíduos cujo pedido de asilo tenha sido objeto de deferimento que lhes confere o estatuto de refugiado, proteção temporária/ subsidiária ou proteção humanitária, e os requerentes de asilo, sem limite de idade.

Como funciona?

A participação nesta iniciativa é voluntária. Nos países participantes, é concedido acesso ao OLS aos refugiados que pretendem melhorar o seu conhecimento de uma das línguas disponíveis no OLS (bulgară, cehă, daneză, germană, greacă, engleză, spaniolă, franceză, croată, italiană, maghiară, olandeză, polonă, portugheză, română, slovacă, finlandeză și suedeză) por uma instituição/ organização beneficiária do Erasmus+ que tenha decidido participar. Essas entidades incluem universidades, entidades acreditadas de formação profissional, ONG, organizações de juventude, associações da sociedade civil, etc.

Os refugiados podem optar por seguir um curso de línguas do OLS em qualquer uma das línguas disponíveis. Cabe à instituição/ organização beneficiária transmitir essa opção ao OLS, com base nas necessidades do refugiado e nos níveis disponíveis para as diferentes línguas.

Depois de terem recebido por e-mail o convite para o OLS, os refugiados devem começar por fazer um teste de avaliação linguística para aferir o seu nível de conhecimentos. Após essa avaliação, podem aceder ao curso de língua (se estiver disponível no nível pretendido) durante um período máximo de 13 meses. Os cursos de alemão, inglês, espanhol, francês, italiano e neerlandês estão disponíveis nos níveis A1 a C2 do QECR. Os cursos de  bulgară, cehă, daneză, greacă, croată, maghiară, polonă, română, slovacă, finlandeză și suedeză estão disponíveis no nível A1, e o de português está disponível até ao nível B2. No final do curso, os interessados podem descarregar um certificado de participação e realizar um segundo teste de avaliação linguística para verificar os progressos alcançados, se assim o desejarem. A segunda avaliação linguística não é obrigatória.

As organizações/ instituições participantes disponibilizam aos refugiados o acesso aos cursos de línguas do OLS com base nos pedidos que recebem e dentro do limite do número de licenças do OLS de que dispõem.

Aos operadores que estejam em contacto direto com os refugiados, a acompanhá-los, apoiá-los e orientá-los através do processo de OLS, cabe também um determinado número de licenças..

As organizações participantes podem disponibilizar aos refugiados computadores ou outro equipamento de TI; contudo, não é obrigatório. O OLS pode ser acedido a partir de qualquer dispositivo com ligação à internet.

Os refugiados não devem incorrer em quaisquer despesas para aceder aos cursos de línguas do OLS.

Quem pode participar?

  • Refugiados
  • Organisações de apoio aos refugiados;
  • Instituição/ organização beneficiária do Erasmus+

Como participar?

Contacte a sua Agência Nacional em para mais informações sobre a forma de participar.

Onde posso obter acesso aos cursos de línguas online do OLS?

Saiba mais:

Perguntas frequentes do Programa Erasmus+

Iniciativas Erasmus+ no domínio do ensino superior para apoio aos refugiados

Iniciativas Erasmus+ no domínio de escolas europeias, ensino profissional e educação de adultos para o apoio aos refugiados.